A Jarra da Sorte

Vi muito por aí nos últimos anos, especialmente em blogs literários, o pessoal montando jarras para decidir na base do sorteio qual seria a próxima leitura.

Essa prática, chamada The Book Jar ou TBR Jar (To be read – para ler), de início não me chamou nada a atenção, porque eu sempre amei a sensação de querer ler aquele livro, ir lá e ler. Mas então a vida andou e, lá por 2014, essa forma espontânea de viver ler começou a desandar. A ressaca literária tomou conta, a pilha de não lidos estava imensa, e os livros estavam esquecidos lá há tanto tampo que, nas raras vezes em que eu sentia vontade de ler qualquer coisa, com certeza não era nada que já estivesse na estante.

Então, no final de 2015, eu me rendi à ideia da jarra — que na verdade é uma caixa, mas foi carinhosamente apelidada de A Jarra da Sorte Literária. E, porque eu gosto de fazer diferente, criei as minhas próprias “regras” (insira aspas infinitas aí).

Pelo que eu pesquisei (e eu sou uma pesquisadora compulsiva), as pessoas normalmente estabelecem uma frequência para sortear e ler um livro da jarra — uma vez por mês, por exemplo –, e no resto do tempo a vida é livre. Já eu, A DIFERENTONA, resolvi que funcionaria melhor para mim se a Jarra fosse a regra, e não a exceção. Mas uma regra bem flexível.

Mas como assim, Paloma? Assim: a não ser que eu tenha uma vontade espontânea ou tenha combinado com alguém de ler determinado livro (de preferência sempre da estante, porque essa loucura precisa parar, amigos), a minha próxima leitura vai ser sorteada.

Eu não vou sortear necessariamente um livro por mês. Se eu ler cinco livros em um mês (doces sonhos) e nada extraordinário acontecer, é bem possível que os cinco tenham sido definidos pelo oráculo pela Jarra. Se eu resolver ter vontade de ler dez livros específicos, é bem possível que passe alguns meses sem sortear. Se eu sortear um livro e tiver vontade de morrer, ele volta para a jarra e eu finjo que aquilo nunca aconteceu. Eu gosto de deixar espaço para a espontaneidade acontecer.

Até agora (no momento que me inspirei na Juli para montar essa página) só sorteei dois livros, terminei um e o outro está em progresso. No meio tempo, li mais dois que não foram sorteados. É assim que as coisas vão funcionar. Essa página vai me ajudar a acompanhar o progresso da Jarra, e também a evolução da minha pilha de não lidos como um todo.

Você pode se horrorizar com meus não lidos aqui, nessa maravilhosa tabela feita por mim.

As minhas leituras de 2016 podem ser acompanhadas aqui, nessa outra tabelinha linda.


Livros sorteados:

Cem dias entre céu e mar
O Sol dos Moribundos

Lidos