Blogagem coletiva

Parem de tentar fazer o barro pegar, os blogs não vão morrer

blogosferaimortal

Desde os tempos de Nostradamus que o povo vem curtindo essa ideia de anunciar o apocalipse a morte dos blogs. Não sei qual a graça nisso, mas volta e meia surge um sujeito divulgando a “novidade”, como se tivesse descoberto a pólvora. A única resposta que eu tenho é que estou aqui há uns dez anos e ainda não vi acontecer. Mas continuem tentando, quem sabe um dia vocês acertam.

A questão é que, daqui de onde me encontro, eu não consigo vislumbrar o fim dos blogs nem tão cedo (a não ser, claro, que no meio tempo a gente realmente passe por um apocalipse e a internet como um todo acabe). O ponto central é que, assim como os blogs não mataram e nunca matarão as mídias tradicionais, as mídias sociais não estão matando nem nunca matarão os blogs. O que eu não consigo é compreender a dificuldade de se assimilar uma ideia tão simples, gente.

Não precisar ser nenhum gênio para enxergar isso, basta pensar um pouco. Em que universo as redes sociais têm a mesma função de um blog? No meu, te garanto que não. E sabem porque não? Porque as redes sociais, como o próprio nome diz, são palcos específicos para interação social, com alguns debates pontuais de ideias onde todo mundo tem o mesmo peso e mete o bedelho quem quer.

Os blogs não. Os blogs são o espaço de seu respectivo dono dizer o que bem entender sobre o que bem entender. Existe o espaço dos comentários, claro, e a comunicação é importante, sim. Mas não é absurdo acreditar que, mesmo se um dia eu me revoltasse e fechasse os comentários, alguém ainda poderia se interessar em vir aqui única e exclusivamente para ler o que eu penso. E o que acontece se o Facebook resolve que ninguém mais vai poder comentar nada?

Eu obviamente posso dar a minha opinião sobre qualquer coisa no Facebook, Twitter, na porta do banheiro da escola ou gritar nos corredores do shopping. Mas nenhum desses é um espaço (meu, como bem ressaltou o Rodrigo Ghedin) criado e concebido exclusivamente por mim, para abrigar as minhas opiniões e onde eu faço o que bem entender.

Nunca vi ninguém divulgando por aí que as fanfics iam substituir os livros, porque acho que é bem óbvio que se tratam de duas coisas diferentes. Mas então, gente, com os blogs é exatamente a mesma coisa.

O fato de que um blog – ainda que grande – “morreu” (como muitos morrem todos os dias) não significa que a blogosfera como um todo está agonizante. Os católicos como grupo não morrem toda vez que um papa morre, os cidadão americanos não caem duros quando um presidente é assassinado e eu acho um pouco precipitado você dizer que o mundo dos blogs está morrendo porque um blogueiro resolver fazer algo melhor outra coisa da vida.

Parem de ser alarmistas, o mundo não acabou em 2012 e os blogs não vão acabar agora. Não enquanto eu estiver aqui, e você, nem enquanto algum dos links do meu blogroll (que eu ainda preciso organizar e colocar no ar hehehe) estiver ativo. Nada acabou até o último dos moicanos trancar a porta e apagar a luz. E eu realmente duvido que isso vá acontecer tão cedo.

meninas-malvadas9

Essa postagem foi desenvolvida a partir de uma das pautas do mês de março/2015 lá do Rotaroots. Quer saber o que é? Dá uma olhada aqui.

Imagem original via.

Previous Post Next Post

You Might Also Like

3 Comments

  • Reply Analu 18 de março de 2015 at 08:56

    Amiga, morri de rir com o tom irritado e irônico do seu post: “Nunca vi ninguém divulgando por aí que as fanfics iam substituir os livros, porque acho que é bem óbvio que se tratam de duas coisas diferentes.” HAHAHAHA, gente, melhor comparação. Também me irrito muito com isso. Meu colega de faculdade gosta(va?) muito mais de tumblr que de blog e passou 4 anos falando pra mim que BLOGS VÃO ACABAR e que eu era ~atrasa~ porque insistia no meu. Tô aqui lixando a unha e observando que o tumblr já perdeu o frisson tem tempo e os blogs continuam aqui, firmes e fortes <3
    Te amo!

  • Reply Mônica 24 de março de 2015 at 14:37

    Só posso dizer uma coisa, concordo plenamente. E mais uma, uhehue, as pessoas precisam aprender que uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa, genérico, clichê, mas resume bem a situação .-. bjs
    http://www.moniitorando.com

  • Reply 7 dicas para não desanimar do blog logo de cara ◂ Vizinha da Capitu 29 de março de 2015 at 17:34

    […] são as minhas dicas nada revolucionárias, mas que vêm do coração. Essa blogosfera é linda e está mais que viva, então dancem e curtam porque o espaço é […]

  • Leave a Reply