Filmes

Temporada Oscar 2016 #1 – Carol & Brooklyn

Pensei um milhão de vezes se eu ia ou não fazer meus comentários toscos por aqui sobre os filmes do Oscar. Eu sempre faço, mas toda vez é com aquele sentimento único de “peloamor alguém me impeça, só falo asneira”. E é bem verdade, só falo asneira mesmo. A verdade é que eu não entendo nada de nada e raramente sei embasar minhas opiniões, e ainda assim, ano após ano, eu acabo por aqui defecando pelos dedos. Me desculpem.

Apesar de todos os milhões dos pesares, eu não resisto a uma maratona oscar, e sempre termino correndo atrás aos nos últimos trinta segundos da prorrogação para tentar ver os indicados do ano, pelo menos a melhor filme.

Esse ano organizei uma lista bem pretenciosa e enorme, com indicados de várias categorias. Ainda planejo dar prioridade aos indicados a melhor filme, mas acabei começando com um que está fora dessa categoria, porque queria muito assistir. Então vamos? Vamos

Carol

carol

Indicações: 6 — Melhor atriz (Cate Blanchett), Melhor atriz coadjuvante (Rooney Mara), Melhor fotografia, Design de figurino, Melhor trilha sonora original, Melhor roteiro adaptado.

De todos os filmes da lista, Carol era o que eu mais queria assistir, então achei justo começar com ele — mesmo com contraindicação das amigas. Não me arrependi. Não é só um filme de época, a abertura já tem toda cara de filminho antigo que amo. A fotografia é ótima, a trilha sonora é maravilhosa e as atuações são melhores ainda, principalmente da Cate Blanchett — sério, que classe.

Então eu fui tentar falar desse filme para as amigas, que me perguntaram sobre o que era. E eu sinceramente não soube responder. São duas horas de filme em que não acontece muita coisa. Carol (Cate) e Therese (Rooney) se conhecem, Carol e Therese interagem e são maravilhosas juntas, marido de Carol é um babaca, Carol e Therese viajam, shit happens e fim. Juro que é só isso, então eu entendo um pouco quem achou chato; não tem muitos acontecimentos, não tem uma grande trama, mas para mim foram duas horas muito rápidas. Deu para chorar, deu para torcer, deu para xingar o babaca. Foi o suficiente para mim, gostei muito. E acho que pelo menos um melhor atriz pra Cate podia sair daí.

Inclusive, morrendo de vontade de ler The Price of Salt (livro que inspirou o filme, baseado em fatos reais da vida da autora).

Brooklyn

brooklyn

Indicações: 3 — Melhor filme, Melhor atriz (Soairse Ronan), Melhor roteiro adaptado.

Brooklyn me conquistou pelo cartaz. Sei lá, parecia um filme leve e eu simpatizo com a Soairse. Coincidência ou não, aparentemente eu comecei pelas mina.

Sinceramente, se eu tivesse visto antes de sair a lista do oscar, eu jamais chutaria que seria indicado a melhor filme; mas que amorzinho. É um filme bem gostosinho de assistir, tem um romance bem fofo, muitos sotaques, bons atores. No fim, como o próprio nome deixa claro, mas eu demorei a perceber, é uma história de imigração. Uma menina emigra sozinha para os Estados Unidos e no começo ela se sente uma estrangeira e só fica chorosa, e então a vida começa a acontecer. Nada extraordinário, mas tudo bem honesto. Gostei de verdade, mas não espero nenhum prêmio.

Previous Post Next Post

You Might Also Like

9 Comments

  • Reply Banana 21 de janeiro de 2016 at 18:52

    Ei miga Bird! Acho muito curiosa essa fase Oscar na qual todas vocês começam a fazer posts avaliando os filmes e eu fico apenas observando porque se vejo 1 da lista é apenas isso mesmo: 1. HAHAHA
    E esse 1 foi justamente Carol, que assisti com a Anna e acredito que uma das opiniões desestimulantes foi a dela, não? Achamos o filme bem chato e parado mesmo. O drama é interessante, mas, sei lá, podia ter sido desenvolvido com um pouco mais de momentos marcantes. A Cate está muito bem mesmo, mas não sei nem com quem ela tá concorrendo (exceto J. Law.) e talvez tenha alguém que tenha conseguido fazer ainda mais, não? Enfim.
    Beijos! Te amo!

  • Reply Fernanda 22 de janeiro de 2016 at 18:37

    Ainda bem que você decidiu postar! Também entendo bem pouco, mas adoro maratonas do Oscar (poucas pessoas realmente me entendem fora do twitter, é uma tristeza sem fim) e adoro comentar a respeito simplesmente porque eu posso. Blog não serve pra isso, afinal?

    Sobre os filmes, não vi nenhum dos dois ainda. Brooklyn foi o primeiro que quis ver antes mesmo de saber que tava cotado pra essas coisas. Adoro o elenco (adoro demais a Saoirse, ela é maravilhosa, e Domhnall Gleeson casa comigo pls) (aprendi até a escrever os nomes, só falta aprender a pronunciar) e é cem por cento meu tipo de filme. Tô louca pra ver, mas quero sentar na sala de cinema pra isso. Já Carol, tô é muito surpresa que não foi indicado ao prêmio principal. Tava dando como certo. As duas atrizes são sensacionais, então vamos ver (e tem o Kyle Chandler! é o marido babaca, acho, mas não se pode ter tudo nessa vida).

    Curti que sua lista é bem longa e corajosa, fiz uma assim também pra ver se dessa vez vai tudo (mas duvido muito).

    Beijo!

  • Reply Nana 23 de janeiro de 2016 at 08:10

    Achei Brooklyn um filme fraco para o Oscar, mas bem bonitinho. Carol é daqueles filmes de Oscar mesmo, bem parados mas com uma história até que envolvente. E a dama Cate Blanchett sempre arrasa!
    Bj e fk c Deus.
    Nana
    http://procurandoamigosvirtuais.blogspot.com.br

  • Reply Sharon 23 de janeiro de 2016 at 15:03

    MARATONA OSCAR MARATONA OSCAR MARATONA OSCAR MARATONA OSCAR!!!1!11!!1!1
    Acho que uma das minhas partes favoritas do ano é quando sai a lista de indicados ao Oscar e todas decidimos dar nossas opiniões não requisitada sobre os indicados (inclusive, ansiosa pra começar a minha). Ainda não assisti praticamente nenhum (só Perdido em Marte e Ponto dos Espiões, que já tinha visto antes de saber que seriam indicados hehehe) (inclusive chocada com essas indicações) e ando bem desanimada porque MEU. DEUS. esse ano a Academia se superou. Mas vamos lá, talvez eu vá me animando com o tempo, afinal tenho essa veia maria-vai-com-as-outras e nada como umas boas amigas pra me influenciarem demais. Carol e Brooklyn foram um dos poucos filmes que me interessaram na realidade, e lendo sua opinião, acho que Carol merecia, ao menos, uma indicação. Tanto filme bosta concorrendo HEHEHEHE, mas fazer o que.

    BEEEIJOOO TE AMOO <3

  • Reply Plan 23 de janeiro de 2016 at 21:30

    Amiga, você acaba de me mostrar dois filmes que são exatamente o tipo que eu mais gosto: aqueles que não acontecem quase nada. Eu AMO filmes assim. Eu não sou muuuuito fã de grandes reviravoltas na trama, eu gosto mesmo da simplicidade das coisas, de como os personagens foram construídos e como nos identificamos com eles, sabe?
    Ainda não comecei minha maratona, mas esses dois filmes já estão no topo da lista! <3
    Te amo!

  • Reply Tary 23 de janeiro de 2016 at 22:02

    Amiga, eu também AMO uma maratona Oscar, mas preciso me emendar pois ainda não vi absolutamente nada. Só Perdido em Marte e, sei lá, Divertidamente. Li várias críticas sobre Carol e parece que o filme dividiu opiniões. Anna Vitória falou que as atuações estão sutis e Isabela Boscov (uma crítica que eu adoro) disse que a Cate “está tão fascinada com a própria interpretação que eu me senti desobrigada de compartilhar do sentimento e me fascinar também” O.O Brooklyn me pareceu o Philomena desse ano, confere? Vou conferir, apesar de ter certos problemas com a Saiorse.

    Amo você! BORA MARATONAR!!!!!

  • Reply Chiquinha 24 de janeiro de 2016 at 20:07

    Primeiro: amo suas asneiras, não pare nunca.

    Segundo: eu sonhei um sonho bem lindo de amar Carol. Também era um dos filmes que eu mais queria ver, eu já cheguei amando, até que assisti e achei mé? Ainda gosto dele conceitualmente, de pensar que é um filme que fala da relação de duas mulheres e não lança aquele olhar fetichizado e heterossexual sobre as duas, gosto da delicadeza e da sensibilidade, mas infelizmente foi um filme que não me fez sentir nada. Gostei bastante da Rooney Mara e da Cate, achei as duas no ponto certo, mas foi isso mesmo. Quando acabou, olhei para a cara de Banana, e BONECO.

    Terceiro: quero muito ver Brooklyn, sinto que é meu tipo de filme. Esses bobinhos e deslocados do Oscar sempre são meus favoritos, hahaha <3

    beijos
    te amo!

  • Reply Brendha Cardoso 24 de janeiro de 2016 at 23:59

    Palo, é muito bom mesmo tu ter decidido não abolir essa maratona do Oscar porque tá virando tradição eu conferir teus palpites, ok? Não estraga tudo, rum! uahuahua

    Esse ano eu não assisti a muitos filmes que tão concorrendo (nas verdade, se vi 3 deles foi muito), mas tô ansiosa pra ler teus comentários.

    Já me interessei demais por Carol! Falou em fotografia bonita e antiga, já me conquistou <3

  • Reply Temporada OScar 2016 #2 – Muitos, muitos filmes ◂ Vizinha da Capitu 9 de fevereiro de 2016 at 14:55

    […] o último comunicado, estava eu parada nessa missão ingrata que é tentar correr atrás dessa premiação branca que […]

  • Leave a Reply