Livros

O que andei lendo esse ano (1 de muitos)

Acho que é a primeira vez que faço isso, mas resolvi discorrer rapidinho aqui sobre as coisas que andei lendo esse ano. Não são resenhas propriamente ditas, são mais opiniões que eu queria registrar porque minha mãe tem uma memória péssima e eu não quero dar mole para a genética. Fora isso, acho que é bacana registrar as minhas impressões (sobre tudo) em algum lugar, porque isso me ajuda a dar sentido para as coisas e esclarecer (principalmente para mim mesma) o que eu penso sobre o mundo. Mas vocês também podem ler, se quiserem. Partiu?

Memórias de um amigo imaginário
O livro conta é narrado por Buddo, que é o amigo imaginário de um garoto autista chamado Max, e a historia se resume basicamente ao Buddo “salvando” o Max de um sequestro. Comecei a ler sem saber nada de nada (sou dessas) porque a Analu me chamou. Estava em uma fase péssima para leituras e acabei meio abandonando ele por um tempo, no ano passado. Na virada do ano, resolvi que queria zerar minhas leituras pendentes e peguei de novo, e ele acabou fluindo depois de um tempo. Não amei de paixão, não entrou para os favoritos, mas eu gostei. A história é bem simplesinha, os personagens que mais aparecem são os amigos imaginários. O que eu gostei foi que ele dá uma espécie de vislumbre das “pessoas de carne” vistas de fora, por um espectador “de outra espécie”, digamos assim.

A casa de Hades *alerta spoiler* (dos livros anteriores)
Vamos começar deixando claro que eu adoro Percy Jackson. Li a primeira série voando, e os dois primeiros livros da segundo desceram bem, mas A Marca de Atena e A Casa de Hades foram um parto de trigêmeos cabeçudos (como diria meu falecido professor de história do ensino médio). A explicação pode ser aquela fase ruim que eu falei ali em cima, ou talvez seja essa fase + o fato de que depois de um milhão de livros, é inevitável que as coisas comecem a declinar. Sinceramente, já tive o suficiente de Percy e Anabeth e a saga gigantesca deles pelo tártaro quase comeu o que me restava da paciência. E os outros personagens não arranjaram espaço o suficiente no meu coração para salvar. Com exceção honrosa pro mini-plot do Nico, que não era nada pra mim e subiu quilômetros no meu conceito. Preciso ler o último livro da série para dar o trabalho por concluído, mas estou com medo.

Como eu era antes de você
Então, já falamos dessa problemática aqui, né? Não vou ficar batendo muito na mesma tecla porque eu sei que a maioria das pessoas gosta muito do livro e da autora e longe de mim querer encher o saco do mundo com os meus problemas. Conta a história de uma moça (que eu nem lembro mais o nome, vejam) que perde o emprego e é contratada para cuidar de um rapaz (Will, esse eu lembro) que costumava ser ativo, mas ficou tetraplégico depois de um acidente. A questão é que eu não gostei do livro e ponto. A história é emocionante sim, e eu chorei sim (grandes novidades), mas não gostei dos personagens e não gostei da escrita. Que pena.

Mentirosos
Amor do meu ano <3 <3 Já me estendi bastante sobre ele aqui, mas se vocês querem a versão resumida, lá vai: não imagino como resumir a história desse livro, mas ele é um suspense super gostosinho, emocionante, bem escrito e com personagens maravilhosos. Leiam.

Contando os dias
Livro-TCC da Analu, que une a área dela (jornalismo) e a minha (direito) pra me fazer chorar com a história de várias mulheres que são mães e vivem encarceradas, longe dos filhos. Que é emocionante eu já disse, mas digo de novo. Quem não ficar destruído com aquelas histórias não tem coração. Pessoas, reflitam.

E se Fosse Verdade…
Acho que todo mundo já viu o filme com a Reese Witherspoon e o Mark Ruffalo, né? É essa história mesmo (com algumas diferenças, mas basicamente é). Para quem vive em marte e não viu o filme, o livro conta a história de um arquiteto que aluga um apartamento e dá de cara com o fantasma(?) de uma médica que morava lá até sofrer um acidente de carro e entrar em coma profundo, e então eles precisam dar um jeito de tirar ela do coma antes que desliguem os aparelhos. Não sei qual o meu problema com livros europeus (exceto ingleses, claro), porque já me desentendi com os italianos, e agora me veio esse francês (que não chega aos pés de Coisas que ninguém sabe, mas tem a mesma vibe, só que menos bem escrito). Não gostei da escrita, eis a questão. Muito discurso indireto, muitas frases artificiais, personagens nada naturais e aquela história de amor-relâmpago que não me convence. Sorry not sorry.

Reparação
Só li metade, não porque seja ruim, mas porque não estava nessa vibe no momento. Também não sei fazer uma sinopse porque tem uma proposta meio diferente. O livro é muito bom, na verdade, eu que não estou com cabeça agora para acompanhar todos os parágrafos de fluxo de consciência e as alterações de POV (ponto de vista) do livro. Vou voltar e terminar assim que sentir que estou pronta ou estiver disposta a fazer mais força.

Comer Rezar Amar
Quem me segue no twitter já deve ter me visto gritar com esse livro por lá, de tanto que eu me apaixonei. O livro conta a história da própria autora que, depois de passar por alguns maus bocados na vida, resolve tirar um ano sabático para viajar para os três Is (Itália, Índia e Indonésia) para aprender as artes do prazer, da espiritualidade e do equilíbrio entre as duas cosias. Em várias partes do livro, parece que ela está escrevendo pra mim, porque eu já vivi aquilo, ou pensei aquilo, ou senti aquilo – e ela me dá respostas. A escrita é muito gostosa e, juntando as duas coisas, parece que ela está falando pra mim, and I think that’s beautiful. Não terminei ainda, mas com certeza não vou demorar.

Então, já leram algum desses?

Previous Post Next Post

You Might Also Like

9 Comments

  • Reply Alessandra Rocha 1 de março de 2015 at 21:51

    Palominha! Fosse mais rápida que eu! hahaha também tenho um post de leituras do mês pra publicar no blog, tá agendadinho e tudo o mais! Dessa lista não li nada 😡 Mas tô arrasada que o livro de E se fosse verdade é ruim, eu amo TANTO aquele filme e a química da Reese com o Hulk… Ops, haha. Mas confesso que to me coçando pra ler esse Mentirosos aí, assim que eu tiver um trampo decente comprarei mais livros esse DEFINITIVAMENTE ta na lista!

    Beijos

  • Reply Ana Luísa Bussular 1 de março de 2015 at 23:43

    Gente, mas que honra aparecer como ~autora~ numa lista de livros, assim, pra variar! <3 #emocionei.
    Miga, cê usou no início do post o gif que uso na minha página de livros do blog.
    E::: muito chatielly que você se desentendesse com os italianos. Poxa. 🙁
    Beijos! <3

  • Reply Thay 2 de março de 2015 at 14:35

    Ai gente, eu desgosto tanto de “Comer Rezar Amar” que é tudo que vou dizer pra não criar inimizades, sério. “Reparação” acho um livro incrível, quando eu pensava que era uma coisa, que estava entendo a história, levei um soco na cara e não era nada do que estava esperando, rs. Tenho muita vontade de ler os livros da Jojo Moyers pq todo mundo fala super bem, mas agora fiquei com um pé atrás depois do que você escreveu – eu não tenho exatamente muita paciência pra romances, então vou deixar esse livro de lado até estar no clima.

    De Percy Jackson eu só li a primeira série, e gostava bastante, mas lá pro último livro eu comecei a achar tudo muito repetitivo que nem tentei ir pra essa outra série. Mas aceito spoilers sobre Nico, eu curtia o personagem e o fato dele ser filho do Hades.

    Um beijo!

  • Reply Isadora Attab 3 de março de 2015 at 17:08

    Que bom que alguém gostou de Mentirosos também – eu amei! Vi tantas resenhas negativas que comecei a achar que o problema era comigo. Eu adorei o livro: me identifiquei com os personagens, achei super bem construída a narrativa, e BEM surpreendente. Adorei 🙂

  • Reply Gab 3 de março de 2015 at 22:03

    Só pra variar eu fiz um mega comentário que foi apagado.
    Eu dizia que amo Percy Jackson, mas que amei bem mais os 5 primeiros livros. Os outros 5 caíram na mesmice e uma batalha atrás da outra fica muito cansativo. O único personagem que me cativou dessa “nova geração” foi o Leo <3
    E comentei também que Como eu era antes de você é meu livro favorito de 2013, mas que eu também não tinha gostado muito da escrita.
    Te amo!

  • Reply Deyse 3 de março de 2015 at 22:30

    Amiga, amei seus palpites sobre os livros e tenho que concordar em alguns pontos, tipo quando você fala sobre Mentirosos e de Contando os dias. Também meio que concordo com você sobre Percy, porque só Deus sabe há quanto tempo o último livro (nem lembro mais o nome) tá na minha estante, esperando pra ser lido. Fico arrasada quando lembro que você não gostou de Como eu era antes de você, mas olha, vai ter filme, então é uma oportunidade de você dar outra chance pra história sem ter que lidar com a narrativa da autora, né? Memórias de um amigo imaginário tá mofando na minha estante há séculos e eu vou começar amanhã a ler Reparação – eu meio que senti há uns dois dias que tava no clima, agora não tenho mais tanta certeza, mas vai assim mesmo. E Comer, rezar e amar, bom, eu tô contando os dias pro meu exemplar chegar pelo correio!
    Beijo <3

  • Reply Ana Luíza 4 de março de 2015 at 11:30

    Tenho uma memória péssima, tanto que pra não esquecer os livros que li ao longo do ano, anoto tudo no bloco de notas do celular. Queria também registrar minhas opiniões, acho muito necessário, mas por enquanto vou ter que enrolar mais um pouquinho porque não tá fácil.

    Quero muito ler Memórias de Um Amigo Imaginário, Mentirosos, Reparação, Comer, Rezar e Amar, e CLARO, Contando os Dias, porque eu jamais dispensaria um livro escrito por uma amiga, dá licença.

    Li Como Eu Era Antes de Você e amei. Achei a história linda, o desenvolvimento dos personagens grita e chorei bastantinho, mas não entrou pro meu hall de livros favoritos da vida.

    beijo, Palo <3

  • Reply Vanessa Bittencourt 4 de março de 2015 at 15:51

    Paloma, seu ano nas leituras começou intenso, né? Da sua lista eu só li Mentirosos e Como eu era antes de você (agora to lendo Um mais um da Jojo e to querendo a morrrrte), mas tenho muita vontade de ler Reparação e fiquei de olho nos seus comentários sobre Comer Rezar Amar no twitter. Sempre desconfiei desse último livro, mas você está me fazendo acreditar que pode ser bom haha

    http://despindoestorias.com/2015/resenha-o-corcunda-de-notre-dame-victor-hugo/

  • Reply Lilian Lima dos Santos 9 de março de 2015 at 19:29

    Além de Comer, Rezar e Amar que já comentei no outro post, desses eu li Mentirosos (pela sua indicação, aliás obrigada!) e Como eu era antes de você. E como a maioria tb adorei esse livro! Achei a história fofa apesar de não ter curtido muito o final. Mas o que eu amei mesmo da Jojo foi A Última Carta de Amor! Esse eu achei muito bem escrito! E Mentirosos eu gostei muito mesmo, adorei o final imprevisível e já tô indicando pra todo mundo!

    Beijos Palo

  • Leave a Reply