Pessoal

Acontece

Alguém me falou de palavras vazias. De preguiça, de ideais, de amor. Nenhuma promessa, só palavras. Não seria isso o que ele tanto criticava? Por que criar esperanças? Isso é só cruel. Talvez eu esteja certa, e você seja novo demais. Talvez esteja certa sobre o resto também. Eu não devia ter chegado a esse ponto. Você fez isso comigo. Mas eu agradeço. Agora eu sei que eu posso sentir, não importa se agora o que eu sinto não é tão bom, porque machuca, e machuca mesmo. O que importa é sentir. Porque a parte ruim um dia vai acabar, pra dar lugar a parte boa. Você vai sair à francesa, pra dar lugar a outro. É o ciclo natural, e naturalmente a parte ruim volta algum dia. Mas tudo o que importa é que eu posso passar por elas, aproveitando a melancolia agridoce, olhando para frente, até poder vislumbrar a ponta da estrela vindo de novo na minha direção. É natural, e verdadeiro ainda assim. É a vida. Acontece.

Texto romântico retirado dos meus arquivos pessoais. Não se assustem, eu sei que é o primeiro texto romântico que eu posto na vida, aqui ou em qualquer lugar. Dá um suor na palma da mão, um frio na espinha. Por mais que todos os meus textos retratem fielmente a minh opinião e me exporem de alguma maneira, os românticos sem sombra de dúvida são meu ponto mais fraco. Eu sou sensível demais nesse ponto. Momento histórico na vida de um blog, certo?

Texto originalmente postado no Uol blog.

Previous Post Next Post

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply