Pessoal

Aérea

Às vezes eu me sinto como se eu não fosse desse mundo. Eu posso estar no meio de uma conversa, de uma aula, de um caminho de ônibus, de uma atividade qualquer. Então eu olho em volta e penso “que porra eu tô fazendo aqui?”. Essas são as únicas palavras que descrevem isso. Eu não sinto vontade de estar ali. E aí, eu simplesmente desligo.
Como assim desliga? Você vai perguntar. Eu juro que não é voluntário, é simplesmente como eu funciono. De uma hora para outra minha mente vai parar em um lugar distante e completamente aleatório, ou eu simplesmente me retiro do mundo exterior e me refugio em algum lugar dentro da minha própria cabecinha de vento. E depois disso as pessoas podem falar e fazer o que quiserem bem do meu lado e eu nem vou notar. De verdade. Mesmo que eu me esforce para isso.
Mas eu sempre fui assim, desde pequenininha. Uma professora do jardim chegou a falar para a minha mãe que desconfiava que eu sofria de depressão. Imagina o estado que a pobre da mulher ficou. Tudo isso porque eu costumava esquecer meu dedinho pequeno e gorducho dentro do pote de tinta na hora da pintura à dedo, enquanto pensava em coisas muito mais interessantes. Não pense que isso é impossível, porque para mim é perfeitamente possível.
Também, se alguém algum dia me vir andando na rua e for sumariamente ignorado ao passar por mim, não me leve a mal. Esse é mais um dos momentos em que eu estou em outro mundo. Andar na rua e não me desconectar, isso sim é impossível para mim.
Às vezes eu rio sozinha, sem motivo aparente. Às vezes eu fico muito triste sem razão. Mas tudo isso tem um motivo mais do que plausível no meu mundinho, que pode não ser real para você, mas é muito real para mim.
Previous Post Next Post

You Might Also Like

14 Comments

  • Reply Ana Luísa 11 de janeiro de 2012 at 23:11

    Oi, toca aqui! Eu dentro de um carro saio completamente do mundo, hahahaha. No banho também..

  • Reply Larissa L. 12 de janeiro de 2012 at 12:12

    Eu às vezes faço isso tb, Paloma! Mas não consigo me desligar em alguns momentos e por isso talvez seja tão difícil me desligar da realidade pra viver no meu mundo…!
    Gosto bastante quando isso acontece, porque é tão bom imaginar as coisas como queremos, às vezes nos motiva mais a buscar nossos sonhos né?!
    Beijosssss

  • Reply Rafaela 12 de janeiro de 2012 at 16:21

    Sou assim também, hahaha! Coloco uma musiquinha no ouvido e aí eu posso ser a protagonista da história que eu quiser. Uma delícia!

  • Reply Mayra 12 de janeiro de 2012 at 20:54

    Sou desse jeitinho também Paloma! Seria muito mais fácil conversar com alguém que lesse o que estou pensando do que com alguém que simplesmente fala. Meus pensamentos funcionam em outro ritmo, em um mundo paralelo completamente diferente do real e muuuuitas vezes eu me perco nele e não há quem me tire. Pior é que tem gente retardada que acha que faço de propósito e me fala um monte de besteiras pelo simples fato de eu me perder em meio a uma conversa interminável… Uai… Sou assim, não gostou? Vai falar com outro u_u
    Ah! Amei seu blog! O layout e o jeitinho que você escreve! Tão fofos quanto a autora!
    Beijos!!!

  • Reply Gabriela, 13 de janeiro de 2012 at 00:07

    Eu gostaria de poder entrar no meu mundinho toda a hora, mas o negócio é complicado. Eu to sempre ligada em tudo, prestando atenção em tudo…é difícil me desconectar. 🙁
    Beijo!

  • Reply Del Santana 13 de janeiro de 2012 at 02:46

    Nossa, eu já comentei sobre algo do tipo em meu blog – que muitas vezes eu não me identifico com várias lugares e várias pessoas, aí eu crio meu próprio mundo p/ fazer o tempo passar mais rápido.

    Só que às vezes isso é involuntário; esses dias eu estava em um lugar muito agradável, com pessoas mais agradáveis ainda e, de repente, me afastei e fiquei só, pensando em várias coisas, tocando violão, cantando e conversando comigo mesma. De repente vieram me chamar e me perguntaram: “mas pq é que você tem sempre que se afastar quando tem um grupo reunido?”. Não é sempre, sabe? Mas acontece 🙂

    Beijo

  • Reply Rúvila Magalhães 15 de janeiro de 2012 at 13:32

    Palomaa 🙂

    Eu era desse mesmo jeito. Quantas vezes não fui cutucada por algum amigo dizendo “Rúvila, você tá almoçando agora, concentração”. Comecei a me policiar pra parar com isso mas ainda acontece quando eu estou muito preocupada com alguma coisa, eu sumo dentro de mim mesma procurando uma solução.

    Ainda não respondi sua cartinha mas dessa semana não passa. O atraso foi calculado pra que eu possa te contar sobre a matrícula da faculdade na carta!

    beijos, querida!<3

  • Reply Isadora 15 de janeiro de 2012 at 23:41

    Eu queria ter um mundinho próprio pra onde correr de vez em quando…

  • Reply Flá Costa 17 de janeiro de 2012 at 11:02

    Ai menina nem me fale que eu também entro de vez em quando no meu mundinho e é difícil de sair viu?
    Tantas vezes acho ele mais interessante que a realidade…

    Beijoca

  • Reply del 17 de janeiro de 2012 at 13:17

    Olha, desligar é a coisa mais saudável a ser feita nesses dias modernos e de correria. Também sou dessas que sonham de olhos abertos. Senão a gente enlouquece, certeza.

  • Reply Vanessa 18 de janeiro de 2012 at 17:06

    Ai, sou dessas hahaha Também costumo desligar, sabe? Já fui de mergulhar mais nesse mundo próprio, mas hoje to conectada na tomada e mais ligada no que tá acontecendo ao redor.

  • Reply Paula 19 de janeiro de 2012 at 21:59

    Oi Paloma,
    Sabe q me identifiquei com seu texto? Às vezes penso algo do tipo “pára o mundo q eu quero descer” rs. E volta e meia me pego rindo sozinha.
    Bjs,
    Paulinha

  • Reply Alessandra Rocha 19 de janeiro de 2012 at 22:00

    Minha vida é muito mais interessante dentro da minha mente, Pa!
    E cara, acho que todo mundo tem uns momentos assim de vez em quando, hahahahahahaha e só quem é mais doido tem coragem de admitir(ou não)
    mas se desligar as vezes é bom… Deixar a mente vagar por mundos infinitos onde a gente manda e desmanda e tudo é lindo, o mundo real as vezes é chato e triste demais pra aguentar.

    Só que eu realmente espero que um dia o mundo real possa ser tão incrivelmente lindo e legal como ele pode ser na nossa cabeça né? Hahahahaahhaa

    beeeeeeeeeeeeijos

  • Reply Karina 22 de janeiro de 2012 at 16:15

    Sou bem assim também. Às vezes me desligo completamente e fico sonhando acordada, imaginando coisas aleatórias ou qualquer coisa do tipo. Minha mãe e minha irmã vivem me acusando de nunca prestar atenção no que elas dizem, mas não eu não faço isso só com elas e nem é intencional. Só acontece.
    Beijo!

  • Leave a Reply