Pessoal

As melhores coisas do mundo

Parte I do meme mafioso Melhores&Piores coisas do mundo

Existem tantas coisas boas na vida, que às vezes a gente não enxerga. Não é que a gente queira ser infeliz, é mais uma espécie de imunidade que a gente cria mesmo. Você pode achar estranho, mas vou explicar melhor: sabe quando você fica tanto tempo exposto a um cheiro, que nem sente mais? Pois é, não precisa ser um cheiro ruim, a mesma coisa acontece com os bons. Eu sou da opinião que a vida em geral é boa, e é por isso que a gente dá tanta atenção para as coisas ruins. A desvantagem é que a gente pode acabar acreditando que é infeliz, por causa disso. Talvez a gente devesse ser mais infeliz, para poder ser mais feliz.
Se eu fosse escrever sobre todas as coisas boas da vida, ficaria aqui literalmente o resto da dela, só para no fim desistir sem ter chegado à metade do trabalho. Então vou me limitar a selecionar, bem arbitrariamente, as melhores e ver se alguém concorda comigo.
Bom mesmo é escrever, por tudo para fora até se sentir quase vazio. Não pelo prazer de se sentir vazio, mas para poder encher tudo de novo sem precisar explodir. Encher, também, lendo, que é outra coisa das mais maravilhosas que existem no mundo. Dizem que ler é viajar sem sair do lugar. Eu discordo. Quando estou lendo, simplesmente não estou mais aqui.
Ir ao cinema com os amigos entra na lista de coisas boas, mesmo quando você nem quer ver aquele filme. Ir ao cinema, em geral, mesmo que seja sozinho, também não pode ficar fora. Ou beijar na boca de alguém especial (respeito quem gosta, mas não sinto o melhor prazer em sair beijando qualquer um por aí).
Abraços apertados. Aqueles abraços fofinhos, de casaco. Ou sem casaco mesmo, também já está bom. E conversar sobre tudo/nada com quem sempre entende o que você quer dizer, desde literatura, passando por faculdade, até chegar à curvatura da coluna humana. Amigos em geral nunca devem deixar de aparecer nessa lista também, mesmo aqueles à quilômetros de distância.
Viver no mundo atual também traz coisas simples, que podem passar despercebidas. Participar de um chat enquanto volta do trabalho, mesmo quando se está em pé em um ônibus cheio e quente. O tempo passa mais rápido e você aprende a digitar com uma mão só (nunca se sabe o dia de amanhã, né?).
Falando nisso, outra coisa boa é não saber o dia de amanhã. Sei que muita gente tem vontade de saber. Eu não tenho. O dia de hoje já é preocupação o suficiente, mas a gente sempre sisma em se preocupar com o de ontem, e ainda por cima quer aborrecimento com o que nem aconteceu ainda? Prefiro a minha ignorância. Êta, coisa boa!
Ir à praia de manhã cedo, com o sol ainda fraquinho e o vento que dá arrepios. Comer chocolate. Assistir Mais Você enquanto estuda. Receber sms no celular. Carrinho de bate-bate. E eu podia continuar para sempre, mas todos temos coisas demais para aproveitar para ficar aqui só escrevendo e lendo sobre elas. Acho que já me fiz entender bem o suficiente, e agora vou aproveitar a vida.
Previous Post Next Post

You Might Also Like

3 Comments

  • Reply Rúvila Magalhães 31 de janeiro de 2012 at 13:39

    Paloma 🙂

    Concordo com tudo!
    Faltou falar que é ótimo receber cartinhas mafiosas porque isso completa totalmente nossas listas!

    beijos <3

  • Reply Ana Luísa 1 de fevereiro de 2012 at 00:21

    Lindo! Preciso fazer o meu! :’)

  • Reply Rhaíssa Sizenando da Silva 3 de fevereiro de 2012 at 19:26

    Escrever com uma mão só é a vida. HAHAHAHA Claro, tem que ter uma capacidade motora gigante, mas é legal! hahahahaha Ameeeeeeeeeeei <3

  • Leave a Reply