Pessoal

“Consideramos justa toda forma de amor”

Tive um dia dos namorados relativamente simples esse ano. Sem jantares caros, presentes monstruosos. Tomamos café na padaria (um dos meus programas favoritos) e passamos o dia juntos. Pra falar bem a verdade, nem presente mesmo trocamos no dia, ele me deu o meu ante, e depois eu dei o dele. Mas ele me deu um buquê lindo de flores.
É tão bom se estar com alguém que você ama, que às vezes eu paro para me perguntar porque algumas pessoas se acham as únicas que têm esse direito. Porque só meninas que gostam de meninos e vice-versa têm direito de amar alguém, de querer andar de mãos dadas, fazer carinho, estar juntos.
Eu sei que pode parecer heresia e tudo mais, que eu sou subversiva e estou indo contra os valores morais da sociedade e que isso e que aquilo e blá blá blá. Eu não sou boba, sei que ainda seria muito chocante para a maioria de nós cruzar todos os dias com demonstrações de amor homossexual em público. Um dia em alguns lugares também não foi chocante assim ver uma pessoa negra e uma branca namorando? Posso estar errada, mas para mim o princípio é o mesmo.
Eu penso por mim. Eu gosto de estar junto, abraçar, demonstrar carinho em público ou não, não importa. E se eu não pudesse fazer isso para “não influenciar as crianças”? Eu não ia me sentir nem um pouco aceita, nem um pouco respeitada.
Previous Post Next Post

You Might Also Like

8 Comments

  • Reply Larissa L. 13 de junho de 2011 at 20:08

    É, Paloma, acho que os homossexuais já não se sentem aceitos… porque se tem gente espancando pela rua, como se sentir bem ao demonstrar seu afeto? Eu teria medo e faria isso só na segurança do meu lar…!
    De qualquer forma, eu não acho justo isso, só algumas pessoas (os heteros) termos o direito de passear de mãos dadas… Eu vivo sorrindo pros casais homossexuais que vejo, pois os acho muito corajosos e tb como um incentivo, pq apesar dos malucos que se acham mais no direito, tem quem apoie!
    =)
    Beijossss!

  • Reply Amanda B. 14 de junho de 2011 at 00:16

    é uma bela injustiça essa de achar lindo os casais que confundem “carinho” com “obscenidade” em público e olhar feio a mínima demonstração de afeto homossexual. carinho é carinho e todo mundo gosta, ficar limitando quem pode ou não receber/fazer não tem explicação. crianças já viram coisas piores nas novelas, alô! D:

    enfim.. deixando a revolta de lado e falando coisas bonitinhas agora: pelo visto cê começou o dia com o pé direito :3 nhaw. aqui as pessoas tendem a lotar os restaurantes na hora do almoço e jantar, então o café da manhã é a refeição que melhor pode ser aproveitada se a pessoa quiser sair xD espero que tenha sido tudo muito bom <33

    :*

  • Reply Bru 15 de junho de 2011 at 21:56

    Concordo com você! “Consideramos justa toda forma de amor”. Tenho algums amigos que são homossexuais e vejo o quanto eles sofrem preconceito com suas demonstrações de carinhos.

  • Reply Ana Luísa 16 de junho de 2011 at 11:57

    Tô com você, Paloma. Afinal, fazendo amor e não fazendo guerra já está ótimo!
    Beijos!

  • Reply Laís 16 de junho de 2011 at 19:20

    Acho que todo mundo tem o direito de amar e demonstrar. O que não acho legal – namoros heteros E homos – é quando o casal extrapola e começa a ser vulgar. Tirando isso, não vejo problema nenhum. Tenho amigos (as) homossexuais e não vejo nenhum problema nisso, em sair com eles, em vê-los juntos.

    Beijos ;*

  • Reply Gab 18 de junho de 2011 at 15:36

    Penso do mesmo jeito. Se eu posso, por que os outros não, né? 🙁
    E antigamente também era estranho ver homem e mulher se beijando na rua, mas no fim todo mundo se acostumou…
    Beijo.

  • Reply Camila 18 de junho de 2011 at 19:51

    Ótimo assunto.
    TODAS as pessoas têm o direito de amar
    e de serem respeitadas por amarem.
    Ninguem merece deixar de ser feliz
    só por amar diferente…

    Liberdade é tudo!

  • Reply Julianna Alves 19 de junho de 2011 at 13:47

    ai Pah, as pessoas já torceram muito o nariz pra mim, só porque eu adorei a decisão do STF em relação ao casamento homossexual (por acharam isso uma coisa ‘não-normal’). Pois o normal é amar, não é?! Então eu acho que é uma bobagem esse negocio de não poder demonstrar afeto por conta de influencias.
    Afinal, se fossemos tao influenciaveis, todos eramos corrompidos desde cedo pela tv, né!? Ela é a mais subversiva de todas hehehe.
    um beijao pra vc e saudades miiiil!

  • Leave a Reply