Pessoal

Feiúra é crime, ou quase

Um dia de aula e a coisa já começou a toda. Um livro e mais um capítulo para ler. Tudo de direito penal, e tudo da autoria do próprio professor. Assustou um pouco, mas eu gostei dele. Não que tenhamos tido muito tempo pra nos conhecer, ou melhor, para eu conhecê-lo.
Mas não vim falar da faculdade, e sim do texto. Por incrível que pareça. E que eu descobri, hoje, que ser feio é crime. Calma, eu vou explicar, e do jeito mais simples possível.
Existem ações reconhecidas como crimes, e pessoas que cometem essa ações. Acontece que existem muito mais pessoas desse tipo do que os “agentes” (quem deveria determinar a punção) podem dar conta. O que fazer, então? Bem, segundo ele, o que acontece é que esses tais agentes vão – com muita lógica, isso não dá para negar – em cima daqueles delitos que, longe de serem os mais graves, mas dão mais na vista (calma, ainda não é aí que entra a feiúra).
Quem é bonito, rico, e nasceu virado para a lua, consequentemente vai ter um nível de instrução maior. Isso leva, por uma simples questão de racionalidade, ao fato que esse tipo de gente vá fazer besteira o mais disfarçadamente possível. Enquanto isso, os pobres (o que geralmente leva a uma menor educação), negros, homens e feios, devido ao primeiro item, costumam cometer suas maldadezinhas com menos recato.
Isso leva a uma punição massiva desse último grupo, que fica estigmatizado como o único a cometer crimes. E isso leva a que ele cometa ainda mais crimes. Já que, bem, é isso que se espera dele, certo?
Eu refleti, então, e percebi que “ser feio” como eu falei de brincadeira, pode até não ser crime, mas contribui para que se cometa crimes, e para que se seja um alvo neón piscante dessa coisa chamada criminalização.
Previous Post Next Post

You Might Also Like

3 Comments

  • Reply Rúvila Magalhães 15 de março de 2011 at 11:25

    Meu Deus, que complicação. Preciso nascer de novo, viu? E dessa vez bonita, rica e californiana.

    beijos

  • Reply Tary ♥ 15 de março de 2011 at 19:02

    Minha gente, como assim? Interessante, de qualquer forma. Mas meio bizarro, né? Beijos :*

    P.S: Amei seu comentário lá no blog, achei tão amor que não pude deixar de agradecer agora 🙂

  • Reply Carol 15 de março de 2011 at 21:11

    E eu preciso nascer de novo, bonita, rica e européia! rs.

    Beijos.

  • Leave a Reply