Pessoal

Mais um pinguinho de nostalgia

Hugh Grant e Julia Roberts em Notting Hill

Elvis Costelo cantando no media player e fotos de Notting Hill me trazem uma sensação gostosa de nostalgia. Não, dessa vez não tem nada a ver com romance, apesar desse filme me derreter completamente. Mas dessa vez é um outro sonho, tão grande quanto, apesar de um não subtituir o outro. Número  um na minha lista de coisas para fazer antes de morrer é viajar, viajar o máximo que eu puder e pra onde der vontade. Não tenho experiência quase nenhuma no assunto, a primeira vez que eu realmente viajei foi no meu aniversário de quinze anos. E foi um sonho. Não, um sonho não, foi melhor que tudo o que eu tinha sonhado que seria.

Eu não sei explicar exatamente qual a emoção da coisa. Ver a Praça de São Pedro aparecer na minha frente, tão enorme e… tão real. Sabe (porvavelmente ninguém vai entender meus devaneios) quando algo que você nunca acreditou ser real aparece na sua frente? Eu tinha visto aquilo por foto, pela televisão… mas é tão diferente. Eu vi fadas na televisão também, e isso não significa que elas existam. É algo que da boca pra fora você admite, mas inconscientemente você não acredita. Até que você vê ao vivo, então o peso daquilo cai em cima de você. Acho que a parte da praça foi realmente a mais forte.

Todos aqueles lugares mágicos que eu quero tanto ver de novo, e tantos outros que eu ainda não fui. Vou levar uma vida pra ver tudo, e ainda assim não vai dar tempo, mas vou visitar, tocar, sentir, o máximo que eu conseguir, pode ter certeza. E enquanto eu ainda não posso, uso isso como um trampolim (fortíssimo) para me focar nos objetivos mais imediatos, que são os que vão me levar até lá.

Texto postado originalmente no WordPress.

Previous Post Next Post

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply