Pessoal

O dia em que meu irmão virou universitário (4/7)

Ele completou o Ensino Médio no ano passado e foi lindamente garfado pela maravilha do ENEM. Seis meses de pré-vestibular se seguiram, mas felizmente ele conseguiu a (mais que merecida) vaguinha dele sem mais demora. Agora observem a feliz família de dois sofredores estudantes de direito.

Se fosse só pelo alívio do stress de mais meio ano de cursinho, já seria muito bom. Mas é ainda melhor porque eu não aguentava mais o que esse sistema falho e meu pai neurótico estavam fazendo com o meu bebê. Eu sei que ele é inteligente, e saberia disso mesmo que ele não passasse em 20 vestibulares seguidos. Mas ainda assim é muita pressão para uma criatura que mal completou os 18 anos.

Não fosse aquela velha história de que realmente é bizarro que a gente tenha que decidir nosso futuro quando ainda não se viveu nem 1/4 da vida; ainda é duplamente bizarro que você seja “obrigado” a fazer isso mesmo que você não se considere pronto. E bizarrice vezes três é a pressão monstruosa para que você passe de cara em uma prova que não é fácil (seja pelo tempo absurdamente curto, pela quantidade absurdamente grande de concorrentes para um número de vagas absurdamente pequeno, ou por qualquer outro motivo) com a seguinte preparação psicológica: nenhuma.

Por essa e por outras que eu concordo com o ditado que diz que dinheiro não compra felicidade, mas ajuda. Afinal, haja dinheiro para pagar uma particular de alto nível. Conheço aquela história de que o aluno faz a faculdade e blá blá blá… Mas acreditem quando eu digo que o nomezinho estampado no seu currículo também conta, quase tanto quanto a sua capacidade. É injusto mesmo.

Mas para mim, nada disso importa mais. Sabem por quê? Porque meu irmãozinho agora é universitário.

Previous Post Next Post

You Might Also Like

3 Comments

  • Reply Mayra 7 de agosto de 2013 at 23:33

    Ai que lindo!!!! Você parece ser aquela irmã mais velha fofa e super protetora que quer o bem do pequeno pupilo e isso é tão fofinho!!!! Fico feliz por ele ter passado e por, no fim das contas, você ter tido uma crônica mais legal que nunca!
    Abraços!

  • Reply Viviane Magalhaes 8 de agosto de 2013 at 09:47

    ai que legal vc escrever dele rs.. e fazer isso tão naturalmente rsrs.. espero que ele não canse logo dessa vida né, pq eu imagino o sufoco hahaha’

    Beijos verdes http://tqspl.blogspot.com.br

  • Reply Anna Vitória 8 de agosto de 2013 at 17:46

    Que fofura seu irmão, e que gracinha os dois fazendo Direito!
    Parabéns pra ele! 🙂
    beijo

  • Leave a Reply