Pessoal

O meme das 11 coisas, com 22 perguntas

Esse meme já rodou horrores por aí e todo mundo já fez. Menos eu, claro. Mas agora eu fui indicada pela Larissa e pela Alessandra, então vou me juntar ao time! Podem me julgar.

Regras
  • Escrever 11 fatos aleatórios sobre você;
  • Responder as 11 perguntas feitas por quem lhe tagueou;
  • Criar 11 novas perguntas para as pessoas que você irá taguear;
  • Escolher as 11 pessoas que vai taguear e as linkar no seu post;
  • Não taguear quem lhe tagueou;
  • Avisar as 11 pessoas escolhidas que você as tagueou;
  • Colocar as regras no post.
11 fatos aleatórios sobre mim
1. Beijei na boca pela primeira vez aos 15 anos (pois é).
2. Por muito tempo antes e algum tempo depois, morria de vergonha desse fato e não contava para ninguém.
3. Nem sempre eu gostei de escrever. Antigamente isso costumava ser indiferente para mim. Perdi a conta de “diários” (oi, era pré-internet) comprei e não passei da primeira página.
4. Já fui uma árvore em uma apresentação da escola. Hoje em dia prefiro acreditar que a professora estava tentando me ensinar o significado de ironia. (Tenho quase 20 anos e 1,52m. Agora me imaginem 10 anos atrás.)
5. Nessa apresentação, minha turma dançou uma versão ecológica de ‘Festa’, da Ivete, escrita por mim. Orgulho da minha vida (risos).
6. Um dos maiores traumas de infância que eu tenho é ter me mudado de volta pro Rio uma semana antes da apresentação de dança onde eu seria “estrela”. Pais, ferrando minha vida desde os 10 anos.
7. Quando meu irmão tinha poucos meses de vida, virei o carrinho dele e o coitado acabou de cabeça para baixo.
8. Não enxergo as pessoas quando estou andando na rua. Não tem jeito, você pode parar na minha frente e acenar com as duas mãos sobre a cabeça. Não.vou.te.ver.
9. Quando posso, passo o dia todo de pijamas.
10. Adoro fazer coisas junto com a minha mãe. Bem ao estilo Rory/Lor.
11. Se eu dormir demais fico com dor de cabeça. Se dormir de menos, idem.

11 perguntas da Lari

1- O que você mais gosta de fazer?

Não acho que exista uma coisa que eu goste de fazer mais do que todas as outras. Existem várias coisas que eu gosto muito: ler, escrever, jogar conversa fora, nada. Tudo depende do momento.
2- Internet, pra você, é estritamente necessária ou dá pra usar moderadamente?
Preparem-se que lá vem outra resposta subjetiva. Eu acho que no mundo de hoje a internet é, sim, fundamental. Seja como meio de comunicação, como uma forma inigualável de acesso a informação ou só para o lazer. É uma ferramenta fantástica que, se pode ser usada para o mau, tem um potencial positivo muito maior. Ainda assim, ela pode e deve ser usada moderadamente. Não dá para viver conectado e esquecer que existe uma vida real lá fora.
3- Qual sua banda favorita e por que?
Atualmente eu tenho ouvido muito Coldplay.
4- Você tem uma cidade favorita (no mundo ou no Brasil) que gostaria muito de morar? Qual?
Eu tenho muitas cidades favoritas, e ainda muitas outras que eu gostaria de conhecer, mas acho que não tem nenhuma cidade que eu gostaria mais de morar do que a minha.
5- Você acredita que é possível viver a vida satisfatoriamente se dedicando inteiramente ao outro? Se não, por que não?
Eu acho que depende da forma e da pessoa. Tem gente que vive para um marido ou um filho a vida toda e é perfeitamente feliz assim; até, claro, que por algum motivo eles vão embora e a vida fica sem sentido. Já outras pessoas vivem para o outro, na forma genérica do termo. Essas sim eu acho que podem não só viver a vida de forma satisfatória, mas serem absolutamente felizes, de um jeito que o resto de nós nem imagina. Afinal, sempre tem alguém precisando.
6- O que você mais gosta de comer?

Junk food, com certeza. Pizza, chocolate, cachorro-quente, batata frita. Basicamente, quase tudo que não presta. Obviamente não como isso o tempo todo, mas é, sem dúvida, o que eu gosto. Mas também gosto de frutas: manga, banana, abacaxi…

7- Se você fosse um animal, qual gostaria de ser e por que?

Minha priminha me perguntou isso um dia desses e eu respondi sem piscar, mas só depois fui pensar no motivo. Se eu fosse um animal, sem dúvidas seria um passarinho. Eu sou pequenininha e fofinha, as pessoas olham para mim e sentem vontade de me apertar; mas é só alguém tentar chegar perto e eu me assusto, bato minhas asinhas e sumo de vista.

8- Qual o livro que você leu e mais gostou (pra não ficar difícil, restrinja às leituras dos últimos 2 anos!)?
Nossa, agora ficou muito difícil! Posso ficar com meu favorito de 2011? Se puder, foi ‘Antes que eu vá’. Tentei explicar como eu me senti com ele na resenha que fiz, mas acho que confundi mais do que expliquei. Eu amei o livro de cara (a capa), mas foi só começar a leitura e achei que ele seria minha maior decepção em muito tempo. Felizmente, eu estava errada. E mais felizmente ainda, não desisti da leitura antes de entender.

9- Você acredita em destino?

Essa é complicada. Eu acho que todos nós nascemos com algumas coisas definidas, algumas coisas que temos que fazer ou pelas quais temos que passar. Mas eu também acredito que nem isso é imutável. Resumindo: nós somos donos do nosso destino, desde que façamos por onde. Cada um tem o que merece.

10- Você acredita que exista somente uma pessoa certa pra outra pessoa?

Acredito. Simples assim, sou altamente romântica. Mas não é sempre quem achamos que é. De vez em quando aparece aquela pessoa especial, e você acha que ela é the one. Então, de uma forma ou de outra aquela pessoa te decepciona ou as coisas simplesmente acabam e você fica arrasado, achando que perdeu a sua metade e vai ficar só para sempre. Nisso eu não acredito. Eu acho que exite só uma pessoa para cada um, mas quando essas duas pessoas se encontram, elas ficam juntas pra sempre.

11- Você acha que é possível estar 100% satisfeita com a própria vida?

Possível é, mas é improvável. A maioria de nós está preocupado demais procurando coisas para ficar insatisfeito para ter tempo de ficar satisfeito.
11 perguntas da Alê

1. Supondo que Hogwarts existisse e você fosse uma aluna na aula de poções preparando Amortentia – a poção do amor -, quais seriam os cheiros que você sentiria? (Aqueles que te deixam apaixonada, ou os que você mais gosta)

Terra molhada, pele saída do banho (com cheiro ainda de sabonete, sabe?), um perfume específico que até hoje não sei qual é.
2. Você acredita no sobrenatural? Espíritos, fadas, bruxas and all that Jazz? Se sim ou se não… Por que?
Em espíritos eu acredito, mas para mim não é sobrenatural. Eu acredito porque eu encaro como algo até mais que natural, porque faz um sentido absurdo para mim. Sabe quando você ouve algo e não tem nenhuma prova, mas ainda assim você acredita? É quase assim, só que eu tenho algumas provas.
3. Se as religiões monoteístas não tivessem dominado o mundo e a maior incidência do mundo fosse a de religiões politeístas… Qual você estaria mais propensa a acreditar/seguir? A Grega, Egípcia, ou Druida (céltica)?
Egípcia, porque é a que mais se aproxima do que eu acredito.
4. Para você, existe uma forma de amar duas pessoas igualmente? Ou todo amor é um amor diferente?
Acho que todo amor é diferente, por isso não se pode medir nem comparar. Não é diferente em quantidade, amor é sempre amor, mas diferente no “tipo”. Afinal, se não existem duas pessoas iguais no mundo, como seria possível um amor idêntico para ambas?
5. Quais são as tuas crenças? Sejam elas sociais, religiosas ou políticas… O que te faz sair da cama todos os dias? 
Muita atenção que é a primeira vez que eu falo isso aqui, e talvez seja a última! A minha maior crença é “religiosa”. Digo entre aspas porque não vejo tanto como uma religião quanto como filosofia. Eu sou espírita. Sei que a maioria que ler isso não vai ter a menor ideia do que isso significa, poucas pessoas de fora entendem e a esmagadora maioria confunde as coisas. E eu não estou aqui agora para explicar. Essa é a minha convicção máxima porque, como falei mais para cima, é o que faz sentido para mim. Eu não consigo conceber a vida como uma coisa tão limitada, tão restrita. Se fosse só isso, nada faria sentido; as doenças, as deficiências, gente rica e gente pobre. A vida seria só um caminho para o fim inevitável e nada teria um propósito. E eu acredito tanto nisso a ponto de achar que, se não fosse espírita, seria atéia.
6. Você seria capaz de ir contra seus próprios princípios por alguém? Ou para chegar em algum lugar? 
Não. O próprio nome já diz tudo “princípio”, de onde a gente parte. Tentar passar por cima de um princípio é tentar andar sem pisar no chão, ilógico e alguém sempre acaba se machucando.
7. Qual a importância da música na sua vida? Diga 5 músicas que vem fazendo um sentindo absurdo na sua vida.
Não vou dizer que “é muito importante”, porque isso não diz nada. Digo que música me acalma, me mantém equilibrada e me ajuda a passar por situações que seriam muito mais difíceis de superar sem ela. As músicas: “February stars”, Foo Fighters, “Let it be”, The Beatles, “Yes”, Coldplay, “Vilarejo”, Marisa Monte, e “Haven’t Met You Yet”, Michael Bublé.
8. Como e por que você escolheu sua profissão/curso da faculdade? Discorra. 
Vou te decepcionar aqui, Alê, desculpa. Escolhi pensando na parte financeira, pronto. Não que eu ache que isso é o mais importante. Acho mais é que, quem tem um sonho, deve segui-lo. Mas eu nunca tive um sonho profissional. Tinham, sim, várias coisas que eu acho que “gostaria” de fazer, mas nenhuma com a paixão suficiente para suportar o que der e vier. Então optei pela segurança.
9. Você consegue imaginar um mundo sem capitalismo? 
Conseguir imaginar, consigo, e ele é até bem bonito, sabe? Mas não vou nem tentar enganar ninguém: tenho um bichinho consumista dentro de mim.
10. Quais são as tuas maiores ambições na vida? 
Escrever um livro e ter um filho. For real. Talvez eu plante uma árvore só para completar o trio. Também quero viajar tudo o que eu puder.
11. E seus medos?
Vão bem, obrigada. Guardados no cantinho deles, só na espreita, mas eu tento lidar com eles o melhor possível. Tenho muitos medos bobos e muitos sem o menor fundamento lógico. Mas são meus medos, e nem deles eu abro mão.

Não fiz nenhuma pergunta porque acho que todo mundo já respondeu ao meme. Caso alguém não tenha  feito ou queira fazer de novo, é só se manifestar que eu edito a postagem, faço as indicações e formulo as perguntas.

Previous Post Next Post

You Might Also Like

4 Comments

  • Reply Ana Luísa 10 de março de 2012 at 01:17

    Quer dizer que a senhorita é um passarinho? Adorei. Acho que todos temos que saber bater as asas e voar, quando for da nossa vontade. E concordo muito com o que você disse sobre destinos! Beijos, flor!

  • Reply Larissa L. 10 de março de 2012 at 18:55

    Pá, adorei suas respostas! E é engraçado como eu concordei com quase tudo!! Fui até no facebook confirmar se vc não era de câncer e qual minha surpresa quando vi que era?!!
    Concordei, principalmente, com a questão da profissão e sobre o espiritismo. No caso da primeira, porque também gosto de muita coisa, mas também pouca paixão pra por em prática! No segundo caso, porque, embora não siga esta religião, também acho que a vida não é só isso aqui na Terra… acho que temos muito a viver ainda…!
    Obrigada por responder =)
    Beijo enorme!

  • Reply Srt . Vasconcelos 15 de março de 2012 at 14:41

    Adorei suas respostas. A parte do capitalismo foi a melhor kkk afinal, o capitalismo é um bom sistema para organizar a economia, não é mesmo?
    Já plantei uma arvore, já tentei escrever um livro… acho que só me falta ter um filho

  • Reply Viviane Magalhaes 22 de março de 2012 at 11:57

    Adorei suas respostas rs.. A gente imagina cada cena lendo cada palavra haha.
    Tenho blog a 3 anos sou super viciada nle, e agora estou procurando mais seguidores com estilos de coisas que eu gosto de ler. Cheguei aqui hoje, estou sguindo o seu tá?
    Beijão,

  • Leave a Reply