Pessoal

Orgulho & Preconceito

Existe orgulho e orgulho certo? O orgulho-arrogância não é exatamente uma coisa agradável, encomoda os outros e atrapalha a vida. Mas e o outro orgulho? E aquele orgulho que é simplesmente satisfação por algo que você conseguiu, por algo que é seu? Orgulho do seu país, patriotismo, eu achava que tinha nascido sem, mas há algum tempo eu descobri que tenho, descobri que eu nasci em uma terra cheia de problemas, mas nem por isso menos linda, com menos potencial. Eu vou ficar aqui para ver ela crescer. Eu tenho orgulho dela.

Eu também tenho orgulho da minha escola. Eu pago caro, eu sei, é indignante de vez em quando, mas ela me dá retorno. É ela que vai me ajudar a um dia ter orgulho também da minha profissão, foi ela que me ensinou muito do que eu sei. É lá que estão algumas das pessoas mais importante para mim no mundo, algumas das que eu mais gosto entre todos os bilhões que vivem nesse planeta.

Eu tenho orgulho da minha turma. Uma 201* meio capenga e diferente, mas a minha 201. A turma especial que me trouxe meus amigos, a turma especial que me tirou da casca, que me ajudou a me conectar mais com o mundo em volta. A turma especial que todos chamam de orgulhosa (e dessa vez não no bom sentido) e metida, gente que nem se dá ao trabalho de conhecer a gente antes. Dizem por aí que é recalque, é o que os meus companheiros usam para rebater as primeiras acusações. Eu não acho que seja isso. Acho que é um ressentimento parcialmente entendível porque nós acabamos sendo tratados melhor que eles lá dentro (o que é verdade mesmo), ou que nós tivemos os melhores professores de lá por mais tempo que eles, ou que nós simplismente podemos dizer "eu sou 201". Deve ser irritante, mas nós não conseguimos nada de graça, ninguém olhou para a gente e pôs a gente lá porque somos lindos e ponto, nós chegamos lá por nossos próprios méritos, por causa das nossas notas e do nosso esforço. Nós merecemos estar lá e merecemos nos orgulhar disso, porque 201 não é uma turma, é uma conquista.

Esse ano fomos promovidos. Passamos todos pelo portão tremendo e nos perguntando que bomba teríamos que aguentar depois de passar um ano no céu. Parece que fomos crianças boas ano passado, e Papai Noel trouxe de presente (um pouco atrasado) uma coisa que deixou muita gente muito feliz (apesar de não poder dizer que agradou a todos). "A 201 tá toda junta" foi uma das primeiras coisas que eu ouvi no segundo em que pisei lá. Não sei dizer o que senti na hora, acho que nem entendi a informação de primeira, também não sei explicar o que eu senti quando descobri que a gente vai continuar assim, pelo menos por um tempo. Foi muito bom, isso eu posso garantir. Ganhamos uma sala diferente, e um nome diferente, agora somos a 301 (não disse que tinhamos sido promovidos?), e provavelmente aquele leve preconceito vai continuar, mas como agora pelo menos temos mais contato com as outras turmas, quem sabe nós não possamos mostrar ao mundo que nós não somos monstros, nem nos achamos melhores que eles. Nós estamos ali porque sobrevivemos a uma 201, porque nós mais uma vez merecemos algo bom (não dizendo que ninguém não mereça), e porque estamos dispostos a proveitar até que acabe. Agora eu sou 301 e tenho orgulho disso, sem menosprezar ninguém, claro.

* 201, na minha escola, é uma turma de 2º ano do E.M. que reúne os melhores alunos de todas as turmas de 1º ano do ano anterior. Essa turma divide o recreio, os professores e o prédio com as turmas de 3º ano e fica totalmente separada do 2º ano ‘normal’, como é chamado, e do 1º ano. A turma é o xodó de muitos professores e da direção da escola. Teoricamente parecemos nerds, mas você nunca saberá o que é uma 201 até estar em uma 201. É indescritível.

Texto postado originalmente no Uol blog.

Previous Post Next Post

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply