Pessoal

Seis coisas que eu gostaria de fazer e ainda não fiz

Creio que esse título é basicamente auto-explicativo. Assim que vi esse post no blog da Isa, me deu uma vontade enorme de copiar. Em primeiro lugar, porque sou louca por listas. Em segundo lugar, porque sou louca por estabelecer objetivos que muitas vezes eu não cumpro. E, de um jeito ou de outro, eu acho que esse tipo de coisa ajuda a fazer uma análise da vida e de sonhos que acabamos deixando de lado. Antes de tudo, porém, devo avisar a você, que já leu ou vai ler o texto da Isa, que provavelmente vai encontrar alguns itens em comum. Só digo uma coisa: c’est la vie.
1. Terminar de escrever meu livro

Observe que eu estou tentando ser despretensiosa aqui. Claro que um próximo passo seria publicar, e aí eu já poderia morrer feliz. Mas no momento não é nem disso que estou tratando. É simplesmente pegar uma das muitas ideias que já passaram pela minha cabeça (e a que eu creio que foi a mais promissora até hoje) e conseguir chegar até o fim. Colocar o ponto final, fazer um milhão de revisões e poder ficar feliz comigo mesma e com o meu trabalho. Será que é pedir demais?
2. Experimentar o gostinho da independência

Eu fui dependente, literalmente, minha vida toda. Já é mais do que hora de tentar tomar conta da minha vida, será que não? Sinto que já dei um passo nessa direção quando comecei a estagiar (duas semanas e meia atrás), mas não é meu humilde (e põe humilde nisso) salário que vai me fazer “auto-sustentável”. Por essa e por outras é que estou resolvida a prestar um concurso público específico ano que vem e, se Deus quiser e eu conseguir estudar o suficiente, esse vai poder ser um item riscado da lista. Isso não significa que eu vá sair de casa (pelo menos não agora), mas eu vou com certeza me sentir um pouco mais dona do meu narizinho.
3. Estudar alguma coisa que me dê gosto

Não é que eu odeie Direito. Eu até gosto, agora que já estou aqui. Mas isso não me tira a vontade de estudar e me dedicar um pouco a alguma área que realmente desperte uma paixão em mim. Eu não sei ainda o que é, mas por enquanto basta a resolução e a certeza de que eu posso pedir reingresso quando terminar essa faculdade (ainda acho que vestibular é coisa demais para encarar duas vezes em tão pouco tempo). O resto, ainda tenho mais de três anos para decidir.
4. Ter filhos

E fique marcado nesse item o plural. Essa é uma coisa que eu não abro mão nem que o mundo se acabe. Eu sou simplesmente louca por crianças. É só ver um pequerrucho patinhando (porque criança pequena anda que nem pato!) que me dá vontade de agarrar e morder até as orelhinhas. Claro que de vez em quando você encontra por aí crianças tão pavorosas que dão até medo de ter filhos, mas eu ainda ponho isso na conta dos pais.
5. Ter uma casa para chamar de minha

Em casa, incluo também apartamento. Em minha, não quero dizer que tem que ser própria. E não quer dizer que eu vou morar sozinha nem nada. Eu só queria um lugarzinho que eu pudesse decorar e fazer a minha cara. Um lugar que tivesse tanto o meu jeitinho que qualquer um soubesse que era a minha casa sem ninguém nem precisar falar nada. Resumindo: queria minha própria batcaverna.
6. Matar uma barata

Okay, desses vocês têm todo o direito de rir. Eu tenho pavor, nojo, ojeriza desse bichinho asqueroso. É um deles aparecer na minha frente que eu adquiro de uma hora para outra o poder de me teletransportar, sério. Mas eu queria tanto ser corajosa! E eu não posso evitar imaginar que se eu pudesse arrumar coragem para matar umazinha delas, então o medo iria embora para sempre. É uma coisa um tanto quanto metafísica. Acontece que quando não tem nenhuma à vista, eu penso para mim mesma “são tão pequenas! Que mal uma delas podia fazer pra mim? É só eu pisar nela e ponto, the end“, mas é só uma delas aparecer a cinco quilômetros de distância que as antenas parecem virar raios-lasers e as asas, duas espadas afiadíssimas. Fazer o quê, né.
 Bem, queridos. Acho que estou satisfeita com a minha lista. Sintam-se livres para desaprovar qualquer parte, acho que posso sobreviver a isso. Mas não deixem de dizer o que colocariam nas suas listas!
Previous Post Next Post

You Might Also Like

11 Comments

  • Reply Ana Luísa 26 de outubro de 2011 at 23:06

    Ai guria, meu maior sonho é ter filhos! Agora que a Marina nasceu, e eu fui na maternidade, e vi aquela coisinha pequena e loira chegando no quarto, fiquei com isso muito aflorado, hahaha.
    Mas não coloquei na minha lista, porque a minha eu quis fazer baseada em coisas que podem ser resolvidas no momento! hahaha
    Beijos!!

  • Reply Larissa L. 27 de outubro de 2011 at 11:12

    Adorei sua lista e tem várias coisas que concordo!
    Só achei sacanagem vc colocar essa foto da barata!!! Morro de nojo dessas malditas!!!
    Boa sorte no ato de matar, realmente te dá uma sensação de vitória sobre elas!!
    Beijossss

  • Reply Gabriela P. 27 de outubro de 2011 at 19:44

    Ah, eu fiz a minha listinha também. E um dos meus motivos pra querer sair de casa também é decorar a casa! HSIAUDHISAHDISA
    E, acho que o seu item da barata se equipara ao meu do tapa… HUISDHISAD

    Beijo

  • Reply Vanessa 31 de outubro de 2011 at 17:24

    Uma vez eu comecei a escrever um livro, mas parei. Agora eu só escrevo fanfics. Eu também quero ser independente, estudar uma coisa que eu goste e ter uma casinha só minha. Mas parece que tudo isso vai demorar para acontecer! Eu só mato barata com inseticida. Aí eu taco aquilo nela até que uma espuma se forme em volta e ela não consiga mais andar! Muahahahahah! 😉

  • Reply Anna Vitória 1 de novembro de 2011 at 22:39

    hahahaha tudo tão fofinho e de repente vem a barata!
    Sabe que eu acho que nunca matei uma barata também? Eu nem tenho esse medo que as pessoas costumam ter, mas é que eu nunca sei o que fazer com o cadáver depois e dele eu realmente tenho MUITO NOJO. Aí grito e peço pra alguém matar e se encarregar do enterro!
    beijo

  • Reply Rafaela 4 de novembro de 2011 at 16:21

    Meu maior sonho, assim como o da Analu, também o de ter filhos. Sério! Acho que nasci pra isso.
    Ri bastante do “matar uma barata”, HAUHAUAHU! Eu não sou tãoooo medrosa, mas confesso que certa vez havia uma na minha varanda e eu fiquei longe do meu quarto até chegar um homem e matá-la. Complicada essa relação das baratas com as mulheres, né?!

    Beijos, Paloma! :*

  • Reply Milena M. 4 de novembro de 2011 at 19:58

    CÉUS, eu tava no maior clima dos sonhos e me deparo com aquela foto asquerosa? hahahaha Eu também tenho ojeriza a esse bicho HORRENDO. Odeio, odeio e odeio. Mas não me lembro se já matei alguma na vida.
    E seus objetivos são muito nobres! Escrever um livro provavelmente estará na minha lista também. *-*
    Beijo, Paloma! (no próximo comentário já terei um apelido lindo pra você haha)

  • Reply sobrefatalismos 8 de novembro de 2011 at 11:23

    Ah, barata eu já matei (aos montes), o que detesto é a mania de perseguição que ela tem e a arte de resurgir das cinzas, mas enfim…
    Também quero terminar um livro que comecei e ter filhos também. Depois a gente planta uma árvore.
    Beijão.

  • Reply Vanessa 8 de novembro de 2011 at 18:12

    Listinha muito interessante! `Pensei que Direito fosse a área de sua paixão. E boa sorte com o livro! Mas eu ri do último item! Não quero matar barata! Acho que nunca vou conseguir!!!

  • Reply Marie Raya 10 de novembro de 2011 at 13:17

    Eu já matei uma barata! *PALMAS* Cadê a Gabs? haha. Achei que nunca conseguiria, mas consegui! Ter filhos, que linda. Também sonho, mas daqui há muitos anos, haha. Escrever um livro: quem (blogueira) não? Também quero muito, tô com várias ideias já. Beeijos mafiosa :*

  • Reply Rafa 10 de novembro de 2011 at 21:32

    Tenho direito de rir do último item? Aqui em casa, quem mata barata sou eu e a minha irmã. Meu pai nunca as vê, meu irmão tem nojo e a minha mãe, pavor.
    Filhos, AWN. <3

    Beijos, Pal <3

  • Leave a Reply