Pessoal

Só pra contrariar

Houve um tempo em que a minha vida capilar era cíclica. Eu cortava o cabelo na altura do queixo, e então passava os dois anos seguintes cultivando a juba. Cortei pela primeira vez na quarta série (atual terceiro ano, mas sou velha mesmo), depois na sexta, na oitava e, finalmente, no segundo ano do ensino médio. Então resolvi que ia parar, não por falta de vontade de meter a tesoura, mas porque eu sou paranoica e não sabia respeitar o formato natural dos fios (um cabelo naturalmente ondulado, nunca será liso, a não ser artificialmente).
Acontece que eu adoro cabelos curtos, e quando a nova novela das seis − “Amor, eterno amor” − começou, teve início também o meu frisson. Tudo por que? Por causa da irritantemente linda Letícia Persiles e seu corte de cabelo. E lá fiquei eu, nessa tortura corto-ou-não-corto-meu-deus-será-que-eu-vou-me-arrepender.
Ruminei internamente essa história por semanas, até que a Alê linda apareceu com os fios cortados e eu expressei meu desejo oculto. Ela me deu tanto apoio que eu quase saí correndo pela rua com uma tesoura na mão (atenção, crianças, não façam isso em casa) até achar alguém pra cortar. Dei a notícia pros meus pais, que ficaram tão pouco empolgados (quer me jogar um balde de água fria? Faça como eles fizeram), que eu fiquei na dúvida de novo.
E fiquei nessa até que, dando a notícia pro vovô, ele me falou pra não fazer. Mulher tem que ter cabelo grande; curto, só depois dos 30. Quer me estimular a fazer algo? Me fala pra não fazer sem um motivo plausível. Ou pior, com um motivo do qual eu discorde totalmente. Agora eu estava irredutível, eu ia cortar. Acreditem quando eu falo que a psicologia reversa sempre funcionou totalmente comigo. E lá fui eu, marcar cabeleireiro pras 10h da manhã do Sábado de Aleluia (bem conveniente), porque quando eu quero algo, eu quero agora.
Só porque não quero matar ninguém de curiosidade, eu digo que estou totalmente apaixonada pelo meu cabelo novo. Nunca fui tão curto assim, e olha que cabeleireira me conteve em uns três centímetros, com medo que eu me arrependesse. Mal sabe ela que eu realmente não sou dessas. E digo mais: não estou planejando voltar a cultivar a juba tão cedo.
Previous Post Next Post

You Might Also Like

8 Comments

  • Reply Alessandra Rocha 8 de abril de 2012 at 21:47

    RÁ! Sua linda! hahahahahahahahaa eu sabia que você ia ficar um arraso e eu tambem sou fã dos curtinhos, um dia ainda uso meu poder de persuação em mim mesma e corto que nem você… Se bem que eu já fiz isso ;~ bom, mas não acho que tenho fotos dele na época, o fato é que assim que meu cabelo ficar TOTALMENTE natural eu passo a tesoura que nem você!

    Fico feliz de ter confiado em mim com uma coisa dessas, de verdade, não sei você mas eu tenho uma apreensão com meu cabelo que não é qualquer tesoura que encosta nele não! O que importa é que você ficou super Femme Fatale como bem diria a Mari e eu to feliz que voce ficou feliz com a mudança!

    Beijos amiga!

  • Reply Del Santana 8 de abril de 2012 at 23:55

    Meus cachos não me permitem nem pensar na ideia de cabelos curtos, haha. Sério, eu não posso inovar no corte, senão o cabelo fica super rebelde. Eu queria meus fios compridos, mas eles crescem tãããão devagar :/

    E devia ter uma foto do seu visual novo nesse post.

    Beijinho

  • Reply Ana Luísa 9 de abril de 2012 at 11:53

    Queria ter a sua coragem, Pá! Tem anos que estou ensaiando um corte bem curto, mas sempre desisto. Quando eu era pequena, meu sonho era ter cabelo comprido, e minha mãe sempre obrigava a gente a cortar chanel. Resultado, acho que fiquei com trauma. Apesar de querer, sempre lembro de como passei anos sonhando com o dia que ele crescesse, sabe assim? HAHAH
    Bem que os psicólogos falam que tudo na vida é culpa da mãe. HAHAH
    Beijos!!

  • Reply del 9 de abril de 2012 at 14:50

    Como assim? CADÊ? Ôuxi, quero foto! 🙁 Isso não é justo! (tem lá na Máfia? *-*)

    Essa tal de Letícia (a eterna Capitu) é realmente linda. Insuportavelmente linda! Assim que a vi na novela também fiquei com vontade de tacar a tesoura na juba. Mas assim como você, tenho cabelo ondulado e isso me dá insegurança – vai que ele enrola, vai que ele fica tipo anos 20, vai que… né? Admiro sua coragem, viu! De verdade verdadeira! Mas tô super curiosa pra ver como ficou!

    PS: “Aposto que se fossem deles eles não iam sair distribuindo” – morri de rir com seu comentário hahahah
    Feliz Páscoa!

  • Reply Larissa L. 9 de abril de 2012 at 17:42

    Eu achei lindoooo!!!
    Faz alguns anos que queria cabelo curto, mas a única coisa que consegui fazer até hoje foi cortar acima do ombro! Talvez quando renovar a escova progressiva… porque com o cabelo enrolado não quero!!!
    Vc ficou linda =)
    Beijosssss!

  • Reply Thay 9 de abril de 2012 at 21:15

    Essa Letícia Persiles é mesmo uma linda! Já achava a moça muito bonita em Capitu, com aqueles cabelos longos, e agora, com eles curtos, ficou tão mais jovial que é incrível! Quisera eu ter essa coragem sua em cortar cabelos. Sei que cresce de novo, mas sou totalmente paranoica com meu cabelo. Sigo cada gesto das cabeleireiras como se fosse uma cobra preparando o bote, ai delas se cortarem 1 cm a mais do que o pedido! XD’ Ultimamente (entenda-se: no último ano) tenho tentando criar coragem para fazer uma franja. Quem sabe daqui um ano eu realmente a faça! HAHA
    Beijo!

  • Reply Mari 10 de abril de 2012 at 19:19

    Não posso cortar meu cabelo muito curto, porque tenho muito cabelo 🙁 se ficar muito curto ele arma! Por isso gosto de deixar comprido, mas acho LINDO cabelo curtinho =)

  • Reply Flá Costa * 11 de abril de 2012 at 12:12

    ah mas cadê a foto! eu quero o antes e depois! hahaha

    gata, eu tbem amo cabelo curto. um tempo atrás eu surtei e cortei bem curtinho, agora ele já está enoooorme de novo. toda vez que vejo uma mulher de cabelo curto penso: que linda, estilosa, charmosa.
    no geral todo mundo está contra eu entrar com a tesoura novamente. mas olha, ler você falando aqui me deu um forte impulso viu?

  • Leave a Reply