Pessoal

Tanta farpa, tanta mentira. Tanta falta do que dizer.

Enquanto vou evoluindo – a passos mais do que lentos, confesso – na minha meta literária para 2012 (para os desinformados: reduzir em 30 itens o tamanho da minha lista de livros, além de todos os recém-comprados e emprestados), acabei voltando minha atenção ao Montanha-russa que está na minha estante juntando poeira desde a última Bienal do Rio, em 2011.
Algumas pessoas desdenham Martha Medeiros, e não estou aqui para me meter nessa controvérsia. Nem para falar sobre o livro, que ainda não terminei. Só vim aqui admirar a capacidade que ela, e colunistas em geral, tem de tirar assunto de qualquer buraco obscuro. Pode ser um livro, um filme, uma música; ou nada. A moral da história é que a inspiração está aí, em todo lugar. O infinito é o limite.
De muitas formas blogs pessoais e colunas pessoais são muito parecidos. E uma delas é a fome de assunto que move tanto blogueiros quanto colunistas. E talvez seja justamente o ânimo e a energia para converter assunto em texto que esteja me faltando, não o assunto em si. Eu não creio que tenha parado de pensar sobre as coisas, mas talvez falte a paixão necessária para organizar tudo que ocorre dentro da minha cabeça. Talvez eu esteja simplesmente esgotada.
Todo ser humano tem um limite, e eu estou chegando próximo do meu. Felizmente as nossas baterias são recarregáveis, sempre existe esperança de voltar a seu eu. Espero que em breve. É só que a vida tem exigido demais de mim ultimamente.
Espero que ninguém encare isso aqui como uma despedida. Essa lanchonete não fecha tão cedo.
Previous Post Next Post

You Might Also Like

5 Comments

  • Reply Lara 10 de março de 2013 at 11:57

    Gosto da Martha e da capacidade que ela tem pra escrever sobre quase tudo e de um jeito criativo. Devo ter uns oito livros dela, li a maioria e recomendo.

    * Vi no seu perfil que você é uma jornalista frustrada. Pois é… também tô no clube.

  • Reply Gabriela, 10 de março de 2013 at 11:58

    Relax, girl! Isso é uma fase [frase clichê, eu sei, mas verdadeira]. Logo mais tu já vai estar aqui escrevendo loucamente, cheia de inspiração. E acho bom mesmo que não seja uma despedida. rã. <3
    Beijo!

  • Reply A felicidade é um estado de espirito 12 de março de 2013 at 12:32

    Palominha todo mundo passa por isso fia, Relaxa!!!!

  • Reply Alessandra Rocha 12 de março de 2013 at 22:22

    Me dá a mão e caminhemos juntas Palominha, eu tô basicamente um buraco negro que se estressa com tudo e não tem ânimo pra nada. Estou só existindo sabe? E eu odeio isso ): mas acreditemos na Gabs que essa fase vai passar. Força minha linda!

  • Reply Deyse Batista 13 de março de 2013 at 13:30

    Se não fosse essa sua última observação eu já estaria indo no seu perfil agora mesmo gritar COMO ASSIM? Todas nossas sempre passamos por essa fase, Palomis. Mas é isso: PASSAMOS por essa fase. Não se esqueça.
    Beijo.

  • Leave a Reply