Pessoal

Vem.

Eu só queria te dizer hoje que eu sinto a sua falta. Queria te dizer que eu te espero há muito tempo. Te digo mais, que apesar de eu nem conhecer o seu rosto, eu sonho com você todos os dias. Dormindo e acordada. Me chamem de louca, mas pelo menos eu sei que você existe, e está por aí, em algum lugar, procurando por mim também.
Talvez eu tenha assistido muitos contos de fadas da Disney na infância. E muitas comédias românticas na adolescência. E leia muitos livros pré-adolescentes até hoje. Talvez daí venha a minha convicção, a minha certeza. Vai saber. Mas ainda assim pode ser que eu esteja certa.
Eu tenho medo de nunca te encontrar. Tenho medo de te procurar tanto e acabar não te vendo passar. Não quero, na minha indiferença, te fazer ir embora achando que eu não ligo. Porque eu ligo. Ou melhor, eu vou ligar. Então, hoje, eu só te peço que não desista de mim. Que não vá embora sem me dar a chance de te mostrar quem eu sou, e o que eu posso ser.
Vez ou outra, eu lembro de coisas de um passado distante e meu coração aperta. Eu sinto saudades suas. Saudades de coisas que não aconteceram nessa vida. Saudades que a maioria das pessoas consideraria loucura. Mas eu sinto. E isso é tão forte que chega a causar dor.
Mas eu tenho medo, mais do que tudo, é de ter escolhido ficar longe de você por um tempo. Porque isso eu acho que não vou aguentar. A cada dia que passa, a dor da falta aumenta. Me encontra, por favor. E vê se não demora muito.
Previous Post Next Post

You Might Also Like

8 Comments

  • Reply Alessandra Rocha 15 de abril de 2012 at 23:03

    aff Pa, que lindo!
    Tambem tenho medo de ter me perdido dele, de ele ter passado ao meu lado e eu na busca cega – ou numa paixão não correspondida – tê-lo perdido.
    Acho que todas nós merecemos um final feliz né? Mas tudo a seu tempo, a gente ainda vai achar o nosso, eu acredito.

    beijo

  • Reply Ana Luísa 16 de abril de 2012 at 00:02

    “Eu tenho medo de nunca te encontrar. Tenho medo de te procurar tanto e acabar não te vendo passar.” MORRO de medo, Pa. Morro. Tem vezes que me dá tanto desespero que eu acredito mesmo que vim a passeio, sem alguém pra encontrar. Porque Deus o livre.
    Agora, “Vez ou outra, eu lembro de coisas de um passado distante e meu coração aperta. Eu sinto saudades suas. Saudades de coisas que não aconteceram nessa vida.”, me lembrou uma frase maravilhosa que li uma vez, que diz: “Não te conhecer seria morrer de saudade desconhecida.” Porque meu, a gente sente SIM saudade de quem ainda não conhece. Eu sinto!
    Beijo!!

  • Reply Rafaela 16 de abril de 2012 at 01:53

    Putz, Palomitcha, fazia tempo que eu não lia um texto tão MEU assim. Juro que me sinto exatamente desse jeito com relação ao amor da minha vida. E sinto uma urgência dele que não dá pra ser descrita… Pelo menos, não por mim mesma. Você quase chegou lá. =~

    Beijos

  • Reply del 16 de abril de 2012 at 17:19

    Essa sensação deve ser coisa de todo mundo, eu também sinto isso às vezes. Sinto esse “alguém”. É no mínimo estranho, mas ao mesmo tempo é gostoso. Texto lindo, aliás. Você não poderia ter colocado de forma mais simples e bonita e verdadeira e tudo! Graças a Deus há mais coisas entre o céu e a Terra do que imaginamos 🙂

  • Reply Larissa L. 17 de abril de 2012 at 10:55

    Pá, querida… Eu sei que quaisquer palavras de conforto não são muito suficientes pra diminuir essa sua dor e eu dizer q estava na sua situação há um tempo atrás também não ajuda muito…
    Mas mantenha a fé. Eu também acredito nessa coisa de que há uma pessoa certa pra gente, mas também acredito que só a encontramos quando estamos prontos para tudo (ou pelo menos tudo) que vai vir em decorrência desse encontro… O mundo é feito de acasos, mas destino também existe (eu acho…).
    Vai dar tudo certo e você vai encontrar essa pessoa, mais dia, menos dia e Deus vai te acalentando da melhor forma possível, até achá-lo!
    Um beijo enorme!

  • Reply Thay 17 de abril de 2012 at 21:59

    Como assim!? Estava pensando exatamente sobre esse tipo de sentimento, hoje mesmo, no ônibus. Fiquei pensando no que a minha pessoa especial estaria fazendo naquele momento, se estaria se arrumando pra ir trabalhar ou pra uma faculdade… No que sentiria, se seu dia seria bom! Acho perfeitamente normal sentir saudade do que ainda não se tem… são anseios que nosso coração vai construindo. Nossa, parece que você entrou na minha mente e escreveu exatamente o que estava sentindo hoje. SINISTRO!

  • Reply Milena M. 17 de abril de 2012 at 22:13

    Páá, me abraça que eu vou começar a chorar. Eu me sinto muito assim. Deve ser como a Del disse, coisa de todo mundo.
    Mas é muito angustiante. O lado racional diz que é a maior besteira do mundo, que as coisas não são assim tão simples. Mas o lado emocional sempre manda ele calar a boca.
    Espero que a Lari esteja certa.
    Beijo!

  • Reply Letícia 18 de abril de 2012 at 14:02

    Alguém que já passou me disse que no final quem importa mesmo é com quem estamos por último. Então ele ainda não passou e você ainda não se perdeu dele.
    Bjs (:

  • Leave a Reply