Sem categoria

Carta aberta aos meus amigos

Queridos amigos,

Já faz um tempinho que eu estou olhando essa tela vazia, e eu não sei por onde começar. Ou talvez eu saiba: me desculpando. Não sou daquelas pessoas banhadas em sinceridade, eu sempre preferi uma meia-verdade delicada do que a possibilidade de magoar alguém. Mas hoje eu vou falar com o coração, e espero que vocês me perdoem.

Eu sei que eu nunca fui a amiga que vocês mereciam. Não precisam desmentir para me fazer sentir melhor. Eu nunca dividi meus segredos mais profundos com vocês, minhas dores, minhas tristezas. Eu sempre tive um filtro que manteve vocês à distância. Eu me afastei quando foi mais conveniente. Se eu for listar tudo de ruim que eu fiz, vou ficar aqui para sempre, então vou resumir: eu nunca deixei vocês serem meus amigos.

Apesar disso, eu não consigo pensar em vocês de outra forma, e eu sei que não tenho mérito nenhum nisso. Vocês são meus amigos hoje porque vocês nunca pediram ou esperaram a minha permissão. Vocês são meus amigos porque sempre se importaram comigo e sabiam que era disso que eu precisava, e que um dia eu também perceberia isso e, talvez, começasse a ser uma amiga para vocês também.

Hoje eu gostaria de dizer para vocês simplesmente uma coisa: eu percebo, agora. Agora eu consigo ver. E agradeço por vocês terem esperado todo esse tempo e nunca desistido de mim. Eu prometo que vou tentar ser melhor. Pouco a pouco eu vou liberando o segredos antigos que formavam o muro invisível entre nós e tentando não criar novos. Apesar do medo, eu quero que vocês me conheçam de verdade, e só posso torcer para que gostem de mim.

Não quero pensar em todos os “amigos em potencial” que eu perdi por causa desse meu jeito torto. Hoje eu me reservo o direito de só pensar naqueles que eu não perdi. Só pensarei nas coisas boas, naqueles que foram the last men standing e permaneceram apesar. Apesar de tudo isso que eu já falei.

Amigos de longa data e amigos recentes, amigos que eu já abracei e aqueles em que eu ainda não tive nem a oportunidade de olhar nos olhos. Todos vocês. Hoje, no dia da amizade, eu só queria ter certeza que vocês sabem a importância que vocês têm na minha vida. Mais que importantes, vocês são fundamentais. Porque, se de quando em quando eu ainda me sinto um pouco sozinha, eu sei que sem vocês eu realmente estaria sozinha.

Muito obrigada, e que vocês saibam que eu amo vocês muito além das palavras do meu vocabulário. E feliz dia da amizade.

Com todo o meu amor,
Paloma

Esse texto só saiu por causa da Vanessa, que deu o exemplo e escreveu o texto de dia do amigo mais lindo que eu já li. Muito obrigada, mestra Van, e espero que você saiba que esse texto aqui também é para você. 
Previous Post Next Post

9 Comments

  • Reply Vanessa 20 de julho de 2012 at 09:24

    Eu me identifiquei muito, Paloma querida. Também costumo criar um muro, ainda que se trate das pessoas que eu mais gosto. Por isso já perdi amizades que hoje vejo que eram valiosas demais e que me fazem falta demais. Não sei se vou conseguir mudar, mas pelo menos espero conseguir demonstrar do meu jeito o quanto meus amigos são especiais pra mim. Você conseguiu com seu post, não tenha dúvidas.

  • Reply Nina 20 de julho de 2012 at 10:30

    Não se pode almejar uma amizade perfeita. E amo meus amigos sobretudo por seus pequenos defeitos, que tornam-os de extrema significância para mim. Gosto de pessoas com suas ranhuras e cicatrizes. Afinal, ninguém é de ferro, nem modelo ou exemplo para outros. A amizade caminha caso se tenha base nesse princípio de respeitar o outro como ele é. Abraços.

  • Reply Mayra 20 de julho de 2012 at 17:42

    Eu chorei lendo esse texto. Sempre acho ridículo os textos de dia de amigo em que aquelas pessoas que você nem gosta tanto vêm te desejar felicidades, como se fossem inseparáveis, sempre procurei alguém que chegasse nesse nível de sinceridade que você chegou e só me resta agradecer-lhe por ter tido a sensibilidade de vir dizer exatamente o que pensa, exatamente como é.
    Parabéns!
    Abraços!

  • Reply Tary ♥ 21 de julho de 2012 at 00:19

    Que post incrível, Paloma! Me identifiquei muito contigo porque também sou assim, meio fechada e também tenho esse jeito ‘torto’ que você descreveu. Já perdi muitos amigos por causa disso, mas acredito que os que ficaram realmente são especiais e sem eles, como você disse, eu estaria completamente só.

    Feliz dia do amigo, minha flor!

  • Reply Rafaella Soares 21 de julho de 2012 at 01:43

    Eu me vi em todas as linhas do seu texto, Pa. E sim, eu sou dessas que não se entrega totalmente. Mas amigos são pra essas coisas, né? Eles nos fazem melhor e nos tornam alguém melhor. <3

    Ai, ai, amigos…

    Beijos!

  • Reply Gabriela, 21 de julho de 2012 at 23:22

    Foi o texto mais sincero que eu já li.
    Acho que muita gente gostaria de dizer isso para alguns amigos.
    Eu gostaria de ser assim sincera, mas não consigo.
    Prefiro as meias verdades, como tu escreveu.
    Feliz dia do amigo, Paloma. 🙂
    <3

  • Reply Anna Vitória 23 de julho de 2012 at 00:26

    Palominha, que texto mais doce e sincero! Você é uma linda!
    E eu me identifiquei com algumas coisas que você disse, porque também não sou dessas que se entrega com facilidade. Sou muito melhor ouvindo do que falando. Mas a gente aprende um dia, né?
    Beijos

  • Reply Imilena Oliveira 25 de julho de 2012 at 12:55

    Lindo seu texto, seus amigos devem ter orgulho em ter você como amiga bjs!!!

  • Reply Milena M. 30 de julho de 2012 at 17:36

    Engraçado como a carapuça me serviu. Sempre acho que não sou uma amiga realmente boa, e na maioria da vezes não sou mesmo. Todos nós temos nossas fraquezas, nossos defeitos feios e que nos mantém um pouco mais distantes uns dos outros.
    Mas é bonito ver o muro caindo. Lindo seu texto, Pá. Tenho certeza de que todos os seus amigos devem saber o quanto são queridos. E dá licença que eu já te vi E abracei, por isso tenho direito de me considerar parte da classe. haha
    Beijo!

  • Leave a Reply